O melhor do Salão do Móvel de Milão para você

Não só uma, mas muitas tendências brilharam no maior evento mundial do mobiliário. Confira aqui um resumo desses destaques 

27650459568_86d65e2b8f_o

Quase meio milhão de visitantes de todo o mundo passaram pelo Salão do Móvel de Milão, na Itália, entre os dias 17 e 22 de abril. Interessados em descobrir as tendências em mobiliário, design e decoração de ambientes, os profissionais saíram do evento com a certeza de que o design está mais democrático. Flexibilidade, funcionalidade, leveza e composições de cores e materiais foram a tônica de praticamente todos os expositores.

O Marcenaria D fez uma lista com as principais tendências identificadas na feira para inspirar você em seus próximos projetos. Confira, anote e abuse dessas ideias!

A explosão dos unicolores

Entre os destaques da feira, chamaram atenção o rosa terroso e o azul, e a grande vedete foi a paleta dos cinzas. Esses tons sóbrios ocuparam o lugar das chamadas candy colors, cores pastéis bem suaves, que saíram de cena.

MDF italia

pag5

doiomo_cucine03

Beleza interior

O evento mostrou o protagonismo da parte interna dos móveis, que foi valorizada com texturas, cores, iluminação e detalhes, que tanto buscavam a funcionalidade quanto a sofisticação.

Salone del Mobile 2018

pag8

pag7

Quanto mais brilho melhor

O brilho continuou em destaque. O uso de painéis de madeira e unicolores em alto brilho ou com efeito perolado garantiu modernidade aos móveis e mostrou que esse recurso se renova ano após ano.

pag9

sanwa_company05

Madeiras inspiradoras

Se há algo que se mantém permanentemente em evidência é a paixão pela madeira. Ela continuou com seu lugar de honra reservado no evento, principalmente em combinações com os tons da moda e outros materiais de personalidade.

doimo_cucine01

pag16

pag22

Concreto, metais e aço

Em alta, o visual industrial e contemporâneo leva à valorização do concreto, de metais e do aço na decoração. Esses materiais conferem modernidade aos móveis, com um ar que beira o despojado.

pag19

pag17

A força da diversidade

A diversidade ganha espaço também no mobiliário. Assim, superfícies em pedras, vidro, madeira e outros materiais se multiplicaram em combinações muitas vezes inusitadas, ousadas e sempre elegantes.

ernestomeda03

effetti01

Salone del Mobile 2018


Quer ver mais sobre a feira? Então assista ao vídeo abaixo.

Coworking, um novo mercado para marceneiros

Os escritórios compartilhados ganham força nos grandes centros e a marcenaria tem muito a ganhar com isso

Sopro_ARCHATHON - Espaço do Saber - CASACOR 2017 - Baixa (1)

Espaço do Saber, ambiente de coworking da CASACOR SP 2017, criado pela equipe Sopro

Redução de custos, flexibilidade, motivação e interação com outros profissionais. Esses são os principais motivos para o sucesso dos coworkings, escritórios compartilhados que reúnem, num mesmo ambiente, profissionais de diversas áreas.

Surgidos nos EUA em 2005, já são sucesso por aqui. Um levantamento feito no ano passado contabilizou mais de 800 espaços de coworking no Brasil, o que representa cerca de 56 mil estações de trabalho – um crescimento de 114% de 2016 para 2017.

Sopro_ARCHATHON - Espaço do Saber - CASACOR 2017 - Baixa (4)

Outro ambiente do Espaço do Saber

Os coworkings estão mudando a forma como as empresas e pessoas trabalham. Há divisão de espaços, reutilização de materiais e até uma nova dinâmica corporativa, que facilita os contatos e os negócios.

A arquitetura e a decoração dos ambientes acompanham essas características, prezando pela inovação e por móveis criados para proporcionar conforto e interação. Pensando nas possibilidades que o crescimento desse mercado representa para os marceneiros, destacamos quatro aspectos que não podem faltar no mobiliário de coworkings. Confira!

#1 Estações de trabalho que facilitam a interação entre os profissionais.

3-coworking-quatro-espacos-de-trabalho-coletivo-em-sp

#2 Móveis práticos e funcionais, que possibilitam a passagem do cabeamento, para facilitar a conectividade.

00-coworking-quatro-espacos-de-trabalho-coletivo-em-sp

#3 Ambientes descontraídos, com mobiliário durável e resistente, já que será utilizado por diversas pessoas.

03-coworking-quatro-espacos-de-trabalho-coletivo-em-sp

#4 O uso de materiais sustentáveis, pois a sustentabilidade faz parte da ideologia dos coworkings.

Sopro_ARCHATHON - Espaço do Saber - CASACOR 2017 - Baixa (3)

No coworking da CASACOR 2017 foi usado o Itapuã Essencial Wood, painel em MaDeFibra BP da Duratex, tanto no mobiliário quanto no revestimento de parede

Os escritórios compartilhados se apresentam como uma excelente oportunidade de novos negócios aos marceneiros. Não fique de fora desse mercado promissor!


Fotos CASACOR: arquivo Duratex | Demais imagens: casa.com.br (fotos Luis Gomes)

 

 

Segurança, sempre em primeiro lugar

O assunto é sério e merece a devida atenção na marcenaria

Young carpenter carrying wood plank

Você sabia que no ranking de países mais inseguros para o trabalhador, o Brasil está em 4º lugar? Desatenção e falta de equipamentos de segurança são as principais causas dos 700 mil acidentes de trabalho que acontecem a cada ano no país. Dados da Previdência Social revelam a seriedade do problema, que atinge pessoas de várias profissões.

Apesar desse número de acidentes estar em queda, segundo o Ministério do Trabalho, ainda há muito o que se fazer em matéria de segurança. E para reforçar ações focadas na área, a Organização Internacional do Trabalho (OIT), órgão que atua para garantir condições plenas de trabalho, criou o Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho, comemorado em 28 de abril.

Segurança tem que ser prioridade em qualquer área. Mas quando se trata de ambientes expostos a mais riscos, como uma marcenaria, a atenção e o cuidado devem ser triplicados. Para garantir sua proteção, o marceneiro precisa estar sempre atento e usando EPIs (Equipamentos de Proteção Individual): óculos de proteção; sapato de segurança; protetor auricular; e luvas pigmentadas para transporte de chapas e materiais – que não devem ser utilizadas durante a operação das máquinas e equipamentos.

Young men works in a factory for the production of furniture

André Luiz Mariano, orientador de Práticas Profissionais da Escola Senai Almirante Tamandaré, de São Bernardo do Campo (SP), onde é oferecido o Curso de Aprendizagem Industrial – Marceneiro, explica que, além do uso de EPIs, existem outras regras de segurança importantes que todo marceneiro deve seguir:

  • Verificar os Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC) das máquinas antes de executar qualquer operação;
  • Manter o ambiente de trabalho organizado e limpo;
  • Instalar instruções de operação em todas as máquinas;
  • Manter as ferramentas de usinagem afiadas;
  • Manter boa iluminação na marcenaria;
  • Instalar coletor de pó em todas as máquinas;
  • Manter equipamentos e máquinas em ótimas condições de uso.

André Mariano reforça que, antes de usar qualquer máquina, o marceneiro precisa estar qualificado e ter passado por treinamentos: “O conhecimento, experiência e atenção são fundamentais no trabalho do marceneiro”.

Ele também destaca que os cuidados devem estar sempre presentes e fazer parte da rotina dos marceneiros: “É imprescindível que todos os dias, antes do início do trabalho, o profissional verifique os dispositivos de segurança das máquinas e repasse todas as dicas de segurança”. Ele ainda acrescenta: “Nenhum trabalho será tão urgente ou importante que não possa ser planejado e executado com segurança”.

Revestir com painéis de madeira é tendência

Duas designers experientes falam sobre como usam os painéis de madeira e o papel-chave dos marceneiros em seus projetos

Patrícia Pasquini - Cozinha Urbana - CASACOR 2017 - Baixa (2)

Cozinha assinada por Patrícia Pasquini na CASACOR SP 2017, que teve como destaque a parede principal revestida com painel de madeira

O revestimento com painéis de madeira é uma grande tendência na arquitetura e no design de interiores em todo o mundo, principalmente porque o material tem um toque acolhedor, ajuda na composição de cores e combina com qualquer ambiente. E além da versatilidade que proporciona, o uso de painéis de madeira aumenta o isolamento térmico e acústico, e ainda traz um pouco da natureza para dentro de casa.

Já há unanimidade em torno dos revestimentos em madeira, por vários motivos. A designer de interiores Patrícia Hagobian aposta na nobreza do material. “Como profissional, cada decorador busca imprimir no projeto a ‘cara’ do cliente. Mas a madeira é nobre e combina com todos os estilos”. Já Patrícia Pasquini, também designer, explica que, apesar de combinar com tudo, ela evita usar o material em exagero, preferindo utilizá-lo em uma peça maior: “Tenho usado muito em paredes e grandes painéis para home theaters”.

Ambas tiveram projetos em destaque na edição paulista da CASACOR 2017. Patrícia Pasquini projetou a Cozinha Urbana e usou um painel da linha Cristallo, da Duratex, com brilho.Por se tratar de uma cozinha, que pede revestimentos práticos e funcionais, optei pela madeira com brilho pela praticidade e manutenção. E mesmo com revestimentos frios, ao usar a madeira consegui dar um ar quente e aconchegante ao ambiente”.

Patrícia Pasquini - Cozinha Urbana - CASACOR 2017 - Baixa (1)

O painel escolhido para o revestimento da cozinha de Patrícia Pasquini foi o Álamo, da linha Cristallo Duratex, a única em MDF revestido com alto brilho do mercado 

E se numa cozinha os painéis de madeira tornam o espaço acolhedor, em uma sala essa característica do material fica ainda mais evidente. Tanto que o projeto Lounge dos Amigos, de Patrícia Hagobian, ganhou o Prêmio CASA 2017, na categoria “Meu Sonho de Sala”. No espaço foram usados painéis da Duratex: “Uso o material para revestir paredes de quartos, home theaters e livings porque o considero um luxo. A madeira é um produto que valoriza qualquer ambiente”.

Patrícia Hagobian - Lounge dos Amigos - CASACOR 2017 - Baixa (2)

O ambiente criado por Patrícia Hagobian ganhou vida com uma bela e sofisticada combinação de cinza e madeira natural

Importância dos marceneiros

As duas designers concordam que todos os envolvidos em um projeto são importantes para alcançar o resultado positivo na decoração, mas um profissional indispensável é o marceneiro. “Um bom marceneiro só agrega na execução do projeto, pois é ele que adapta e realiza o sonho do arquiteto. Não abro mão de ter um profissional de marcenaria em meus projetos”, garante Patrícia Hagobian.

Patrícia Hagobian - Lounge dos Amigos - CASACOR 2017 - Baixa (5)

Detalhe do móvel projetado por Patrícia Hagobian, que harmoniza o padrão Carvalho Hanover, da linha Design, e o Grafite, da linha Trama, ambos painéis em MaDeFibra BP da Duratex

Para Patrícia Pasquini, o amor pela marcenaria vem de muito tempo. “Eu comecei minha carreira estagiando em uma marcenaria. Com um bom profissional de marcenaria os designers ficam livres para projetar e principalmente ousar nas dimensões e acabamentos. Para o sucesso do meu trabalho o marceneiro é fundamental, não vivo sem!”, conclui.

Novos padrões Duratex lançados na Expo Revestir

Nova coleção Viva! tem lançamentos que celebram diversos estilos

8M4A0255

Estande da Duratex na Expo Revestir, onde foram apresentadas as novidades

Cada pessoa tem uma história de vida única e estilos bem diversos. Inspirada nisso, a Duratex lançou sua coleção de painéis Viva!, um convite para as pessoas se expressarem e vivenciarem suas experiências através da decoração.

Composta por nove padrões em MaDeFibra BP, a nova coleção foi apresentada na Expo Revestir 2018, a maior feira de arquitetura e construção da América Latina. Os lançamentos foram desenvolvidos a partir de workshops com arquitetos e marceneiros.

Na coleção, os padrões estão divididos em quatro estilos – Minimalista, Urbano, Consciente e Criativo – desenvolvidos para atender e evidenciar as características mais marcantes de cada perfil de cliente. Confira a seguir os estilos e os padrões recém-lançados.

Estilo Minimalista

Os dois padrões do estilo Minimalista atraem aquelas pessoas que vivem em espaços compactos, gostam do que é simples, mas não abrem mão da flexibilidade, sofisticação e funcionalidade.

  • Azul Secreto (linha Essencial) tem tom intenso, transformando o ambiente em um convite para o bem-estar.

img7

  • Pérola Urbana (linha Essencial) ressalta a tendência das cores metalizadas na marcenaria, trazendo vida e elegância aos tons sóbrios e valorizando a neutralidade.

img8

Estilo Urbano

O padrão do estilo Urbano evoca o prazer pela agitação das grandes cidades e traz a paleta de cinza como marca registrada, em contraste com os tons fortes e materiais como o couro, aço e mármore.

  • Cinza Sagrado (linhas Essencial e Cristallo) oferece uma combinação marcante ao lado dos aços, criando um ambiente elegante e original.

img6

Estilo Consciente

Padrões do estilo Consciente são ideais para quem busca ambientes tranquilos, onde seja possível recarregar as energias e se ligar com a natureza.

  • Verde Real (linha Essencial) tem uma cor profunda e acabamento acetinado, remetendo à vontade de trazer a floresta para dentro de casa.

img

  • Freijó Puro (linha Essencial Wood) é um madeirado nobre, com tonalidade amendoada e toques de dourado, explorando toda a beleza e o aconchego da madeira natural.

img2

  • Gepeto (linha Essencial) é fruto da seleção de mosaicos de madeira natural, trazendo a marcenaria artesanal à decoração e focando na sustentabilidade.

img3

Estilo Criativo

Padrões do estilo Criativo são dedicados às pessoas vibrantes e dinâmicas, que prezam pela transformação.

  • Rosa Glamour (linha Essencial) tem tonalidade fechada com um brilho suave, combinando com qualquer espaço descontraído, moderno e divertido.

img4

  • Nobile (linha Trama) apresenta a delicadeza dos tecidos em uma mescla de tons acinzentados.

img5


Confira os lançamentos nas principais revendas madeireiras de todo o Brasil. Assim você sai na frente oferecendo estes padrões para enriquecer e inovar os projetos de seus clientes.

 

App Marcenaria d agora tem Plano de Corte

Com apenas dois meses, o aplicativo da Duratex é um sucesso entre os marceneiros

img-video-app

Lançado no início do ano com o objetivo de ser seu parceiro de todas as horas, o aplicativo Marcenaria d já é um sucesso, com mais de 4.000 downloads.

E o app acaba de ganhar mais uma função para uma das etapas fundamentais do processo de criação de um projeto: o Plano de Corte, que ajuda a reduzir os gastos otimizando o aproveitamento da chapa no momento do corte. O recurso também permite saber antecipadamente quanto material você vai precisar para produzir um móvel.

novos padrões8

Para usar a função, basta acessar o app e clicar em Plano de Corte. Em Especificações, você define o padrão da chapa (as da Duratex têm 1840 x 2750 mm), a espessura da serra e a distância da borda. Na sequência, você determina quantas Peças serão necessárias para produzir o móvel e as medidas de cada uma.

Como o sistema foi definido para respeitar o veio de cada padrão, assim que as quantidades e medidas de cada peça são introduzidas o app fornece o Resultado, informando quantas chapas deverão ser usadas no projeto e as possíveis sobras.

Imagem 1

Para utilizar a nova função, basta atualizar sua versão do aplicativo. E se você ainda não usa o app Marcenaria d, não perca tempo, baixe agora em: iOS ou Android .


Para conhecer mais sobre o Marcenaria d, confira uma matéria clicando aqui. E para assistir um vídeo sobre o app, clique aqui.

Estamos em festa!

Muitas profissões existem desde que o mundo é mundo, entre elas a marcenaria, que resiste ao tempo e se mantém forte, atual e necessária

DU 0001 18 F Duratex Dia Marceneiro Convites - 19 de março

Ao longo da história, a arte de transformar madeira em móveis evoluiu e passou por várias mudanças, entre elas a revolução trazida pelas novas matérias-primas e a profissionalização do mercado.

No mês em que comemoramos o Dia do Marceneiro, celebrado em 19 de março, queremos enaltecer a profissão e os profissionais que transformam os sonhos dos clientes em realidade e ajudam a tornar suas casas e empresas lugares melhores para se viver. Para isso, destacamos o papel do marceneiro na construção de uma das mais importantes cidades do país, São Paulo.

Um pouco de história

Ramos de Azevedo, conhecido como o arquiteto de São Paulo, fundou em 1876 o Liceu de Artes e Ofícios no prédio ocupado hoje pela Pinacoteca de São Paulo. O Liceu foi a primeira escola profissionalizante da cidade.

Reconhecendo a importância do marceneiro e o potencial de transformação da profissão, Marcenaria foi um dos primeiros cursos do Liceu. Muitos marceneiros se formaram lá e ainda é possível encontrar peças criadas pelos alunos daquela época em vários prédios históricos da capital paulista, como na Catedral da Sé e no Theatro Municipal.

Foto Ricardo Kleine, site Ópera&Ballet

As cadeiras do auditório e as frisas dos camarotes do Theatro Municipal de São Paulo foram feitas por marceneiros formados no Liceu de Artes e Ofícios (Foto Ricardo Kleine | Site Ópera&Ballet)

Evolução da profissão

Hoje, além dos aspectos funcionais, os clientes também buscam móveis modernos, que sejam adaptados aos diversos estilos, modos e tendências da vida atual.

Com muita criatividade e dedicação, o marceneiro conseguiu se adaptar às inúmeras mudanças que a marcenaria atravessou e hoje é um dos poucos profissionais que combina o trabalho de artesão ao uso de máquinas e diferentes matérias-primas.

Na comemoração do Dia do Marceneiro, o que desejamos a todos os marceneiros é que continuem evoluindo, assim como a profissão tem feito ao longo dos anos.

Ambiente Très Arquitetura - Ateliê - CASACOR 2017 - Baixa (1)

Ambiente da Très Arquitetura na CASACOR SP 2017, um belo exemplo de trabalho de marcenaria