Quanto vale o seu serviço?

Definir o valor correto dos seus serviços é fundamental para o bom funcionamento de sua marcenaria. Muitos marceneiros ainda definem seu preço com base em uma conta simples, mas isso pode se tornar um problema na medida em que não são considerados custos importantes. Veja aqui quatro dicas sobre precificação.

1 – Deixe de lado práticas ultrapassadas

Se você multiplica o custo que tem com insumos e matérias-primas por um determinado número (que você mesmo pode ter definido) para chegar ao seu preço final, é hora de deixar essa prática de lado. Isso porque, dessa forma, não são considerados os custos globais do negócio, nem é possível ter certeza da margem de lucro.

conta3

2 – Crie uma planilha de custos

Considere criar uma planilha com despesas fixas (aquelas que você tem todos os meses, como salários e aluguel), variáveis (que dependem de quanto você produz: impostos, custos de entrega etc.) e custos de produção (como insumos e matérias-primas). Seus preços precisam contemplar todos esses gastos e também o lucro desejado.

conta

3 – Adote uma fórmula para o cálculo

Depois de conhecer todos os seus custos, é possível usar o Mark Up – uma fórmula conhecida – para calcular o preço final de venda. Para chegar a esse preço, é preciso somar todos os custos envolvidos na fabricação unitária de um produto ao lucro desejado. Veja abaixo um cálculo fictício para um móvel com custo de produção de R$ 70 e lucro desejado de 20%.

1

4 – Procure ajuda

O aprendizado é o melhor caminho para a evolução, inclusive na questão da precificação. Portanto, vale procurar um curso ou uma consultoria para ajudar na elaboração de seus preços. O Sebrae é uma das entidades que prestam assessoria a pequenos e médios empresários. Consulte www.sebrae.com.br.

conta4